LOTIN

Minha foto
Joinville, Santa Catarina, Brazil
"Existo, logo penso". Friedrich Nietzsche

3 de jun de 2010

A HIPOCRISIA DA MÍDIA, DA SOCIEDADE E DOS GOVERNOS

A hipocrisia da mídia, dos governos e da sociedade

Importante a veiculação de imagens, onde profissionais de segurança pública, são flagrados cometendo arbitrariedades contra cidadãos. Por óbvio que repudiamos tais eventos, afinal este não é o papel de instituições que tem por escopo a defesa do Estado Democrático de Direito e, por conseguinte da sociedade.

Defendemos uma remodelação do sistema de segurança pública como uma forma de inibir tais eventos e temos conclamado a sociedade, os Governos e a mídia para que possamos aprofundar este debate. Lamentavelmente não obtivemos ainda o apoio necessário e o resultado é a continuação de uma política de segurança pública onde, aqueles que querem debatê-la são hostilizados, punidos e expulsos pelas autoridades, além de ignorados por todos os atores envolvidos.

A incompreensão, beirando conivência da mídia, da sociedade e dos Governos com a violência estatal contra os profissionais de segurança pública, não justifica que estes transformem suas prerrogativas em arma para uma vingança, no entanto, temos que levar em conta que estes mesmos profissionais, quando desrespeitados, vilipendiados e humilhados em seus locais de trabalho, por óbvio repassam tal lógica arbitrária para aqueles que deveriam em tese defender e assim sendo surgem cada vez mais imagens chocantes.

Como explicar as exclusões e prisões de policiais militares que defendem um novo modelo se segurança pública? Pior: como explicar a conivência da mídia, da sociedade e dos Governos para com este modelo excludente, autoritário, onde apenas uns poucos se beneficiam em detrimento de todos, tanto profissionais, como a sociedade? Como justificar a recusa de alguns em perceber o óbvio e ainda condenar o resultado de uma Polícia de Estado e não de sociedade?

A sociedade é vítima de alguns servidores e todos os servidores, notadamente os da base são vítimas do Estado, da mídia e da sociedade que não houvem seu pedido de socorro para que possamos mudar a lógica juntos.

Desmilitarização, unificação e respeito aos profissionais, são pressupostos básicos para uma segurança pública mais humana e justa.